terça-feira, 30 de setembro de 2008

Atendendo a pedidos (6)

E mais dois times franceses para o Kinzão: o Bordeaux e o Olympique Marseille.








Girondins de Bordeaux Kit 2008/09 - Cartela de escudinhos (PDF)
Girondins de Bordeaux Kit 2008/09 - Cartela de escudinhos (PNG)









Olympique Marseille Kit 2008/09 - Cartela de escudinhos (PDF)
Olympique Marseille Kit 2008/09 - Cartela de escudinhos (PNG)

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Jogos inesquecíveis: América-RJ x Corinthians 1986

O América Futebol Clube do Rio de Janeiro, um dos grandes e tradicionais times de futebol do país, inspirador de toda sorte de homônimos país afora e detentor do mais apaixonado hino em homenagem a algum time brasileiro, lamentavelmente é um clube a beira da extinção. Amargando a segunda divisão carioca e rebaixado até da terceirona do brasileiro, a decadência do Mequinha, o Diabo do Andaraí, entristece qualquer amante do verdadeiro futebol. A derrocada do clube, iniciada com a sua exclusão da famigerada Copa União de 1987 e com a última colocação e conseqüente rebaixamento no brasileiro de 1988, foi contínua e irreversível. O último lampejo do grande clube que foi o América aconteceu em 1986, quando o time chegou às semi-finais do brasileirão, onde acabou eliminado no Maracanã em um jogo dramático contra o São Paulo, que viria a ser o campeão. A última vitória daquele belo time, que contava com o folclórico artilheiro Luizinho "tombo", aconteceu alguns dias antes, naquele mesmo campeonato, no dia 08/02/1987, contra o Corinthians, em pleno Pacaembu. Foi a última vez que a legendária equipe sangüínea da Rua Campos Salles venceu uma grande partida.

América-RJ x Corinthians 1986 - Cartela de escudinhos (PDF)
América-RJ x Corinthians 1986 - Cartela de escudinhos (PNG)

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Jogos inesquecíveis: Holanda x Alemanha 1974

Como já havia acontecido vinte anos antes, na Suíça, a Alemanha Oc. chegava desacreditada a uma final de copa, para disputá-la com a equipe sensação do campeonato. Em 1954, era a Hungria de Puskas o grande bicho-papão. Em 74, a Holanda. Coincidentemente, os dois países começando com a letra H, haviam eliminado o Brasil nas semi-finais. Já a Alemanha Oc., vinha de uma campanha sofrida, como também foi a de 54. Mas ambas traziam em seu time, capitães de uma estirpe ímpar: a dos vencedores. Em 54, era Fritz Walter. Em 74, Franz Beckenbauer. E assim, desacreditadas, as duas seleções alemãs, com 20 anos de distância de uma para outra, repetiam a mesma história na final da copa. A determinação, a aplicação e a força do futebol germânico mais uma vez se impunham. E assim como a encantadora Hungria, a magnífica Holanda entraria para a história carregando um (quase) injusto quase campeão do mundo.

Nota: Uma curiosidade. Os holandeses, em 1974, vestiram uniformes da Adidas. Mas um dos jogadores, justamente o craque Cruyff, exigiu da marca alemã um pagamento para carregar a marca em sua camisa, nos jogos. Como a marca recusou, Cruyff mutilou seu uniforme, arrancando uma das três listras características da marca. Foi o único do time a fazer isso. As cartelas de escudinhos dos jogos contra a Alemanha e o Brasil apresentam o botão 14 com apenas 2 listras. Outra polêmica envolveu o mesmo Cruyff e o jogador Neeskens num episódio no qual eles teriam cobrado dinheiro para dar autógrafos a torcedores na porta do hotel, devido ao grande assédio às mais novas, na época, estrelas do futebol.

Holanda x Alemanha 1974 - Cartela de escudinhos (PDF)
Holanda x Alemanha 1974 - Cartela de escudinhos (PNG)
Holanda x Alemanha 1974 - Youtube

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Kits: Holanda 1978

É difíci, por vezes, definir qual o mais bonito uniforme usado por uma determinada seleção. Contudo, muitos entusiastas costumam eleger a copa de 1978, na Argentina, como a de uniformes mais elegantes e bem desenhados da história. A Adidas era a fornecedora de grande maioria das seleções. A seleção holandesa não foi exceção. Em 1978, os holandeses jogaram com um uniforme que era uma modernização do lendário kit da copa anterior. Sem Cruyff e sem a mesma força do time de 74, acabaram, da mesma forma, amargando mais um amargo vice-campeonato.

Holanda kit 1978 - Cartela de escudinhos (PDF)
Holanda kit 1978 - Cartela de escudinhos (PNG)

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Clássicos: Holanda x Brasil 1974

Brasileiros e holandeses já se enfrentaram três vezes em copas do mundo, com duas vitórias do Brasil, em 1994 e 1998. Já em 1974, contra a laranja mecânica de Cruyff e Neeskens, a história foi diferente. Longe da qualidade da seleção de 1970, o time de 1974, comandado novamente por Zagallo, era confuso e muito defensivo. Cinco jogos suados e complicados acabaram colocando o Brasil frente à sensação da competição na semi-final, em Dortmund. Apenas Zagallo não esperava o que viria a acontecer. A Holanda envolveu facilmente o Brasil com um futebol ágil e vibrante e venceu com certa facilidade por 2x0. Perdido em campo, o Brasil chegou a apelar para a violência, tática que culminou na expulsão de Luiz Pereira e numa das mais melancólicas derrotas do país nas copas.

Holanda x Brasil 1974 - Cartela de Escudinhos (PDF)
Holanda x Brasil 1974 - Cartela de Escudinhos (PNG)
Holanda x Brasil 1974 - Youtube

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Kits: Holanda 2008/09

A Holanda tem um dos mais tradicionais uniformes do futebol mundial. A cor laranja predominante em sua camisa, vem da cor da família real de Orange, a dos monarcas holandeses que governam o país até hoje. As cores da bandeira holandesa, azul vermelho e branco, também são frequentemente encontradas nos kits de uniformes do país. Atualmente vestida pela Nike, a seleção holandesa também já vestiu Lotto e Adidas. As camisas Adidas da década de 70 foram imortalizadas pela seleção de Cruyff.

Holanda kit 2008/09 - Cartela de escudinhos (PDF)
Holanda kit 2008/09 - Cartela de escudinhos (PNG)

domingo, 21 de setembro de 2008

A laranja mecânica

Poucas seleções na história do futebol tiveram tantos admiradores fora de seu país - exceto, é claro, o Brasil - quanto a Holanda. Mesmo aqui, nós, pentacampeões do mundo, até hoje temos prazer em assistir os jogos da equipe laranja. E mesmo sem grandes conquistas na história, a Holanda sempre nos remete a um futebol alegre, para frente, de grande qualidade técnica e tática, revolucionário, rebelde.

A seleção holandesa foi vice-campeã mundial duas vezes, nos anos de 1974 e 1978, quando contava com um time que ficou conhecido como "carrossel holandês", devido à uma - até então - inédita tática de rodízio entre os jogadores. Rinus Michels, o lendário técnico de 1974, chamava seu esquema de "futebol total". Lamentavelmente, a seleção de Johan Cruyff, Neeskens, Rep e Resenbrink caiu diante da formidável e aplicada Alemanha Oc. de Beckenbauer. Quatro anos depois, sem seu maestro Cruyff, mas ainda forte, perdeu a final para a controvertida Argentina de Passarella, Ardiles e Mário Kempes.

Somente dez anos depois a Holanda voltaria a apresentar uma seleção de grande brilho. Capitaneada por dois magos da bola, Huud Gullit e Marco Van Basten e novamente comandada por Rinus Michels, a Holanda desbancaria a URSS do lendário goleiro Rinat Dasaev na final da Eurocopa de 1988, na maior conquista dessa seleção. Apesar disso, dois anos depois, a Holanda acabaria caindo prematuramente nas oitavas-de-final da copa da Itália, frustrando mais uma vez os muitos torcedores, de todos os países, sempre ávidos por mais um espetáculo das laranjas mecânicas holandesas.

Holanda x URSS 1988 - Cartela de escudinhos (PDF)
Holanda x URSS 1988 - Cartela de escudinhos (PNG)
Holanda x URSS 1988 - Youtube

sábado, 20 de setembro de 2008

Programação

E aqui vai a programação provável destas próximas duas semanas.

22/09 - Série Holanda - Holanda x URSS 1988 (JI)
23/09 - Holanda nike 2008 (K)
24/09 - Holanda x Brasil 1974 (CL)
25/09 - Holanda adidas 1978 (KV)
26/09 - Holanda x Alemanha 1974 (JI)

29/09 - França x Alemanha 1982 (JI)
30/09 - A Pedidos: Bordeaux Puma 2008 e Olympique Marseille Adidas 2008
01/10 - Alemanha Adidas 1990 (KV)
02/10 - A Pedidos: Peru Adidas 1978 e Suécia Adidas 1978;
03/10 - Celtic x Rangers 2008 (CL)

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Clássicos: Alemanha x Itália 2006

Alemanha e Itália já decidiram uma copa do mundo e já protagonizaram vários jogos fantásticos na história. Mas poucos como a semi-final que levaria a azurra para a decisão da copa de 2006, na casa dos alemães. As duas equipes tricampeãs, desacreditadas no início da competição, cresceram durante o decorrer do torneio. A torcida alemã, inflamada pela vitória sobre a favorita Argentina, acreditava agora que sua seleção poderia realmente chegar à decisão em casa, como fizera em 1974. Mas a Itália também queria o tetracampeonato. O jogo, realizado em Dortmund no dia 4 de julho - possivelmente o melhor de toda aquela copa - encaminhava-se para a disputa de pênaltis quando, no penúltimo minuto do segundo tempo da prorrogação, um passe perfeito de Pirlo encontra o lateral Fabio Grosso no lado direito da grande área alemã e este então, de primeira, marca um golaço no canto esquerdo do goleiro Lehmann. A Alemanha, atordoada pelo gol, levaria ainda mais um, dois minutos depois, num contra-ataque fulminante tramado por Canavarro e Iaquinta e concluído com maestria por Del Piero. Roma explodia numa festa que se repetiria cinco dias depois com a conquista do título. Dortmund e toda a Alemanha chorava a queda da seleção dos ídolos Ballack e Klinsmann.

Alemanha x Itália 2006 - Cartela de escudinhos (PDF)
Alemanha x Itália 2006 - Cartela de escudinhos (PNG)
Alemanha x Itália 2006 - Youtube

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Atendendo a pedidos (5)

O Arruda, torcedor número um do River Plate da Argentina pediu e nóis fazeu: o kit atual da equipe do Monumental de Nuñez.








River Plate kit 2008 - Cartela de escudinhos (PDF)
River Plate kit 2008 - Cartela de escudinhos (PNG)


Já o Márcio pediu, pelos comentários, um jogo inesquecível, que também certamente agradará ao meu camarada Társis: Grêmio x São Paulo, final do brasileirão de 1981 e primeiro título nacional do tricolor gaúcho.








Grêmio x São Paulo 1991 - Cartela de escudinhos (PDF)
Grêmio x São Paulo 1991 - Cartela de escudinhos (PNG)

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Kits: Thecoslováquia 1990

A Copa do Mundo da Itália, em 1990, foi a última em que alguns times de países da antiga divisão do mundo em capitalistas e comunistas puderam ser vistos: União Soviética, Yugoslávia, Alemanha Ocidental - em 1994, as Alemanhas já haviam se reunificado - e a Tchecoslováquia. Duas vezes vice-campeã do mundo, em 1934 e 1962, a Tchecoslováquia cairia nas quartas de final da copa italiana frente à Alemanha Oc., que viria a ser campeã naquele ano. Depois disso, assim como a URSS e a Yugoslávia, o país foi dividido: surgiam a Eslováquia e a Rep. Tcheca. O belo uniforme Adidas usado pela antiga Tchecoslováquia em sua última copa foi um dos que marcou o início de uma moda que dura até hoje: o uso de grafismos nas camisas.

Tchecoslováquia kit 1990 - Cartela de escudinhos (PDF)
Tchecoslováquia kit 1990 - Cartela de escudinhos (PNG)

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Atendendo a pedidos (4)

O Kinzão pediu, nos comentários, que eu fizesse uns times do campeonato francês. Vamos com os maiores times então, já que não dá para fazer tudo de uma vez só, claro. Juntando com o St. Etienne que eu já havia postado aqui, trago os kits atuais do legendário Paris Saint Germain e do Olympique Lyonnais, o conhecido Lyon, o time do brilhante Juninho Pernambucano e heptacampeão francês.
Em quinze dias, mais dois times: o Bordeaux e o Olympique Marseille.








Paris Saint Germain kit 2008 - Cartela de escudinhos (PDF)
Paris Saint Germain kit 2008 - Cartela de escudinhos (PNG)








Lyon kit 2008 - Cartela de escudinhos (PDF)
Lyon kit 2008 - Cartela de escudinhos (PNG)

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Jogos inesquecíveis: EUA x Irã 1998

Jogos potencialmente explosivos já aconteceram aos montes em copas do mundo. Em 2006, duas ex-colônias - Angola e Togo - enfrentaram suas ex-metrópoles, Portugal e França, ainda sob ranços de independências traumáticas e/ou historicamente recentes. Em 1986, um dos mais fantásticos jogos já ocorrido numa copa, juntou dois times que pouco menos de 4 anos antes, estavam em guerra: a Argentina e a Inglaterra. O final, todos sabem como foi. E em 1998, EUA e Irã, inimigos desde que a revolução islâmica depôs o Xá em 1979, se encontraram em campo, na primeira fase da copa. O jogo, que terminou com a vitória iraniana por 2x1, ficou marcado pela demonstração de fair-play e pacifismo dos jogadores, que trocaram flores entre si no início da partida. Um momento para a história das copas.

EUA x Irã 1998 - Cartela de Escudinhos (PDF)
EUA x Irã 1998 - Cartela de Escudinhos (PNG)
EUA x Irã 1998 - Youtube

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Jogos inesquecíveis: Flamengo x Santo André 2004

Todo grande time carioca - sem falar, é claro, na própria seleção brasileira - já viveu seu maracanazo, alguma derrota dramática e inacreditável dentro das quatro linhas do estádio Mário Filho, o Maracanã. O Flamengo mesmo, na última Libertadores da América, sofreu uma inexplicável eliminação frente ao combalido América do México. Porém, poucas noites foram tão dolorosas para a torcida rubro-negra quanto a de 30 de junho de 2004. Naquele dia, mais de 72 mil torcedores viram o Flamengo perder para o inexpressivo Santo André, do ABC paulista por 2 x 0. O jogo de ida havia sido um empate em 2 x 2 e qualquer empate abaixo desse dava o tíulo ao time do Rio. Mas o final da história foi inimaginável . Entre as lágrimas dos flamenguistas, o pequeno time do artilheiro Elvis conquistava o maior do mundo, ironicamente também, como em 1950, trajando azul celeste e branco.

Flamengo x Santo André 2004 - Cartela de escudinhos (PDF)
Flamengo x Santo André 2004 - Cartela de escudinhos (PNG)

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Kits: Flamengo 1992 e 2006

Sendo o time vitorioso que é, o Flamengo possui diversos uniformes históricos, camisas que ficaram na memória - e guarda-roupas - de seus torcedores. Dois deles são bem conhecidos: o da Adidas de 1992, com o qual o Flamengo venceu seu último Campeonato Brasileiro, derrotando o também carioca Botafogo na final. Esta cartela é uma das poucas que eu abro exceção para a colocação da marca do patrocinador. Merece. Já a Nike veio para o rubro-negro carioca em 2003, com a missão de apagar os malfadados anos da Umbro como fornecedora. E teve exito. A grande maioria de seus uniformes foi bem sucedido tanto em campo quanto nas lojas. Este, de 2006, ficou marcado pela conquista da Copa do Brasil sobre o arqui-rival, o Vasco da Gama.








Flamengo Adidas 1992 - Cartela de escudinhos (PDF)
Flamengo Adidas 1992 - Cartela de escudinhos (PNG)








Flamengo Nike 2006 - Cartela de escudinhos (PDF)
Flamengo Nike 2006 - Cartela de escudinhos (PNG)

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Kits: Flamengo Nike 2008








Desde 2003, o Flamengo - que até então vestira apenas Adidas e Umbro - tem seus uniformes desenhados e produzidos pela Nike. Contudo, a relação entre ambos não vai nada bem, a ponto de pendengas judiciais terem obrigado o time da Gávea a vestir um uniforme - este atual - que não queria. Na verdade, o kit anterior, de listras largas, homenageava os campeões mundiais de 81. Este agora, supostamente lembra uma época de poucas glórias para o rubro-negro - a década de 70 - sendo que mesmo assim, o atual kit não pode ser chamado de histórico, já que o clube nunca vestiu camisas com listras tão estreitas. O segundo uniforme também lembra mais o da década de 80, colidindo com a referência do primeiro uniforme. Por último, o terceiro uniforme, que usa o escudo do clube de remo, também causou forte polêmica na época de seu lançamento, por ser vendido com uma inscrição de "campeão carioca", antes mesmo da final do campeonato. Ao que parece, Nike e Flamengo caminham para um ruidoso divórcio.

Flamengo Nike 2008 - Cartela de escudinhos (PDF)
Flamengo Nike 2008 - Cartela de escudinhos (PNG)

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Raça, amor e paixão.

(...) O Flamengo é nosso primeiro e último amor; é nossa religião; a paixão mais avassaladora; é o poder que nos levanta e a força que nos faz cair. E assim, eu e mais 43 milhões somos mais do que torcedores, mais do que admiradores: somos apaixonados cegos que enfrentamos o mundo para defender nosso amor; fosse o Flamengo numa expedição intergalática para jogar, levaria consigo nossos corações. Seguimos encantados com o Flamengo cada vez mais e mais, mesmo quando perde, mesmo quando quase cai; sempre ameaçando desistir, mas nunca deixando de lado quando o time - vocês (jogadores) - entram em campo e nosso coração bate no compasso do bumbo, com o grito entalado na garganta, só esperando para sair, num êxtase que quase chega a ser transe. O gol é o nosso nirvana pessoal, nosso momento de iluminação, nossa santidade (...). (Lilaise, do Chuteira de Salto e do Uma Dama Não Comenta).

Poucas torcidas no mundo podem expressar assim sua paixão por um clube e no Brasil, nenhuma é maior que a do Clube de Regatas Flamengo. Um dos clubes mais vitoriosos do país, campeão de terra e mar e campeão em todos os cantos do planeta. Inclusive em Tóquio.


O jogo da vida dos rubro-negros cariocas aconteceu no dia 13 de dezembro de 1981, num gramado que de tão queimado pelo inverno, parecia um campo de várzea de terra batida. Mas a cancha do Estádio Nacional de Tóquio poderia ser até de predregulhos que dificilmente a máquina de jogar bola capitaneada por Zico, Adílio e Júnior, sem falar no tresloucado e inuminado Nunes, perderia aquela decisão. O Liverpool, o timaço campeão da Europa e franco favorito - afinal, enfrentava um time que carregava a pecha de ter apenas títulos regionais - não foi páreo para o Flamengo. Em 90 minutos, depois de uma verdadeira aula de futebol e três gols, o clube da Gávea levantava a Taça do Mundial Interclubes. E escrevia seu nome na história dos grandes de todos os tempos.

Flamengo x Liverpool 1981 - Cartela de escudinhos (PDF)
Flamengo x Liverpool 1981 - Cartela de escudinhos (PNG)

sábado, 6 de setembro de 2008

Clássicos: Portugal x Holanda 2006

Como descendente de portugueses e holandeses, eu tenho que afirmar que Portugal e Holanda perfazem, desde os tempos da Cia. das Índias, um clássico dos mais competitivos, ainda que apenas uma vez essas equipes tenham se enfrentado em uma Copa do Mundo. Foi justamente nas oitavas de final da copa da Alemanha, em 2006, num jogo que ficou - pelo menos por mim - conhecido mundialmente como a batalha de Nürnberg. O jogo foi uma verdadeira carnificina e os quatro jogadores expulsos - dois de cada lado - não dão a dimensão da violência que grassou em campo. Apesar disso, foi um dos jogos mais empolgantes daquela copa, vencido afinal pelo placar mínimo, pelo time de Luiz felipe Scolari, com um gol de Maniche. Portugal ainda venceria uma difícil partida contra a Inglaterra, mas lamentavelmente cairia diante da França nas semi-finais e da Alemanha na disputa pelo terceiro lugar.

Portugal x Holanda 2006 - Cartela de escudinhos (PDF)
Portugal x Holanda 2006 - Cartela de escudinhos (PNG)
Portugal x Holanda 2006 - Youtube

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Kits: Yugoslávia 1990 e Croácia 1998

Eu tinha programado um kit da Yugoslávia de 1990, quando o Marcelo Passos, da comunidade, sugeriu que eu fizesse uma cartela da Croácia de 1998. Resolvi postar ambos juntos, afinal, são times da mesma estirpe. A velha Yugoslávia comunista, antes de começar a ruir justamente no início da década de 90, era uma das forças do futebol da Europa Oriental, que chegou a formar grandes times, como a Hungria de 54 e a Polônia de 74. O uniforme Adidas com que a Yugoslávia disputou a copa da Itália era original e único, um vislumbre do que seria a chamada histeria dos losangos da marca alemã na copa seguinte, em 1994.

Yugoslávia kit 1990 - Cartela de escudinhos (PDF)
Yugoslávia kit 1990 - Cartela de escudinhos (PNG)

Já a Croácia, que se tornou independente em 1991, debaixo de guerra, assim como a maioria dos países que resurgiram com o fracionamento da antiga Yugoslávia (como a Eslovênia, Montenegro, Macedônia, Bósnia, Kosovo e Sérvia), conseguiu um expressivo terceiro lugar na copa da França, em 98, fazendo boa figura como já haviam feito Romênia e Bulgária na copa anterior. A simpática seleção de Boban e Suker conquistou o mundo com um futebol consciente e preciso e derrotou a Holanda de Rikjaard e Davids na disputa pelo terceiro lugar. Eis que o mundo conhecia a equipe que desfilava de xadrez vermelho e branco pelos gramados, um padrão estranho aos nossos olhos, mas bem melhor aproveitado pela fabricante italiana Lotto em 98 que pela Nike nos anos seguintes.

Croácia kit 1998 - Cartela de escudinhos (PDF)
Croácia kit 1998 - Cartela de escudinhos (PNG)

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Atendendo a pedidos (2)

E vamos atender aos pedidos, o que aliás, eu pretendo fazer aqui a cada 15 dias. Por isso, podem ter idéias.

O atleticano Rick, da comunidade dos escudinhos, pediu um kit especial do Brasil com o uniforme da Adidas, de 1978, mas com a marca do fabricante, que na realidade, não aparecia nos uniformes. A bem da verdade, fica muito mais bonito com o trifoil da marca alemã. Eis então um kit fictício, mas muito bacana.



Brasil Kit Especial Adidas 1978 - Cartela de escudinhos (PDF)
Brasil Kit Especial Adidas 1978 - Cartela de escudinhos (PNG)

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Jogos inesquecíveis: EUA x Inglaterra 1950

inglaeua_50Grandes surpresas sempre ocorreram nos campeonatos de futebol mundo afora. Uma das maiores, sem dúvida, ocorreu em 1950, muito antes que fosse criada a gíria "zebra" para designar esses resultados surpreendentes. E foi uma zebra monumental a que ocorreu em 29 de junho daquele ano, no estádio Independência, em Belo Horizonte, quando 11 jogadores americanos praticamente amadores derrotaram por 1 x 0, a poderosa seleção inglesa da época. O feito foi tão impressionante que os americanos, avessos ao soccer, fizeram até um filme para celebrar o fato. Eis então, por sugestão do Mário Alexandre, e depois de vários acertos, os escudos dos dois times que protagonizaram esse jogo inesquecível.

EUA x Inglaterra 1950 - Cartela de escudinhos (PDF)
EUA x Inglaterra 1950 - Cartela de escudinhos (PNG)
EUA x Inglaterra 1950 - Youtube