segunda-feira, 15 de março de 2010

Kits: Alemanha, Argentina, Irlanda, Espanha e Nigéria 1994

Copa dos EUA, 1994, a controvertida copa do tetra, uma daquelas copas talhadas para o Brasil vencer, realizada em um país sem tradição no futebol, mas que precisava ocorrer muito mais pelo business que pelo esporte. A copa americana foi, sob vários aspectos, uma copa sui generis. Especificamente no caso dos uniformes, a copa de 94 praticamente marcou o início da era das coleções, ou patterns, os padrões criados pelas grandes marcas para vender especificamente as próprias marcas, sem ligar muito para as especificidades de cada seleção em particular. Bom, isso é uma longa história, que começou em 1974 com a Adidas, atingiu os píncaros do absurdo em 2002 com a Nike e que afortunadamente, há alguns anos, começou a deixar a esfera do futebol. Mas a copa dos EUA, como era de se prever, foi a copa do kitsch. De um lado, os horrendos padrões da Adidas - entre eles o que eu chamo de histeria dos losangos, que atingiu Alemanha, Argentina, Noruega e Espanha - e os berrantes uniformes de Jorge Campos, o inusitado goleiro mexicano. Do outro lado, havia a elegância - para a época - dos uniformes Diadora italianos, desenhados por nada menos que Giorgio Armani. Para apreciarmos um pouco e nos divertirmos também, trago cinco kits hoje, todos da Adidas: A Alemanha do já decadente Klinsmann, a seleção Argentina onde Maradona teria o réquiem de sua carreira, a Irlanda de Roy Keane; a Espanha de Julio Salinas, que pela primeira vez utilizaria um uniforme branco em uma Copa do Mundo e a surpreendente Nigéria de Amokashi e Amunike, em sua primeira participação em copas.


Alemanha 1994 - (PDF) (PNG)


Argentina 1994 - (PDF) (PNG)


Espanha 1994 - (PDF) (PNG)


Irlanda 1994 - (PDF) (PNG)


Nigéria 1994 - (PDF) (PNG)

11 comentários:

Lucas disse...

adorei
legal o da espanha com essas decoraçoes e o da nigeria com os tribais

Nicodemos Bozzolan disse...

Tenho uma opinião de que aquele foi o auge das camisas criativas. Depois disso, seriam uns dez anos só de camisas simples e sem graça, lembrando as vistas na década de 1970! No caso da Adidas, os losangos até podiam surpreender à primeira vista, mas as três linhas sempre no ombro cansam, a não ser quando sofrem algum corte interessante antes do fim da manga. Não gosto de muita simplicidade em camisa de futebol, por isso eu jamais comprei uma Nike. O Brasil pós-Nike só foi ter um uniforme mais elaborado em 2002. Hoje em dia a expectativa pelo novo é infundada. Tipo esse último: vemos que só a gola e uma linha no ombro variaram da última versão para a atual. Mas este ano é também o melhor dos últimos, França é prova disso.

Anônimo disse...

2 anos depois a Nigéria ganhou o ouro nas olimpiadas em Atlanta contra o Brasil e o Kanu destruiu. Esse ficou ótimo e como o assunto é Copa fica pra depois.

MarcosVP disse...

Eu, por meu lado, sou amante da simplicidade. Este ano, eu estou dividido. Achei a linha Puma modernosa demais, e a da Nike, ao contrário, infantilóide. A linha da Adidas, por sua vez, está bem equilibrada e bonita. Mas, de longe, o uniforme mais bonito que vai passar pelos gramados sulafricanos é o da Inglaterra. Justamente por ser o mais simples.

Mas claro, isso é apenas minha muy humilde opinião...:-)

Abs.

Raphael Rabelo disse...

ola Marcos... tb nao sou fã de camisas mto simples nao... e nem de longe imaginava q o uniforme da Itália de 94 foi desenhado, pelo Giorgio Armani.... para completar digo, que esse post está magnífico com belos kits.... principalmente de Alemanha e Nigéria.... um abraço

Ricardo disse...

O da Alemanha é espetacular sem palavras.

Abs!!!

Rafael Santos disse...

Marcos você saberia dizer se esse desenho no uniforme reserva da Nigéria tem algum significado especial?Sempre tive essa dúvida...

Lucas disse...

Rafael, acho que o desenho do uniforme reserva da nigéria é um desenho tribal africano

MarcosVP disse...

Rafael, eu acho que é como o Lucas disse. Bom, eu já ouvi muitos comentários sobre o uniforme branco da Nigéria na copa de 1994 e o que mais se repete é que ele parecia um pijama. E sabem? eu concordo...:-)

Abs.

J. Sandes disse...

Muito bons os kits Marcos, afinal considero vc e o Azmie como padroes de qualidade no que se refere a design nessa categoria. Em relação aos uniformes, prefiro a simplicidade à modernidade demasiada, mas acho que cabem algumas inovaçoes como a adidas vem fazendo ultimamente.

MarcosVP disse...

Ser comparado ao Azmie é uma honra, bicho. Eu acho o cara muito melhor que eu. Obrigado...:-)