sexta-feira, 20 de março de 2020

Copa do Mundo de 1978, Argentina. Pacote completo.

A Copa do Mundo de 1978 realizada numa gelada Argentina de inverno possivelmente foi a mais polêmica da história. Não foi a primeira realizada sob uma ditadura (1934, na Itália, também), mas a transmissão em cores e a conformação mundial da época - guerra fria, América do Sul sob governos totalitários - ajudou a divulgar o que ocorria no país dos hermanos. A primeira grande baixa da copa foi o boicote pelo gênio Johan Cruijff, que não aceitou participar, alegando questões políticas. No Brasil de Geisel, o técnico da seleção era o capitão Cláudio Coutinho, que ficaria conhecido por seu apego ao preparo físico e invencionices técnicas, como o famoso "overlapping", o lançamento para o vazio, ponto A para ponto B e por aí vai. A copa da Argentina também ficou marcada como a última copa "amadora" em termos de organização. O auge da bagunça foi o jogo entre França e Hungria em Mar Del Plata, em que ambas as seleções se apresentaram para jogar com camisas brancas, fazendo o árbitro brasileiro Arnaldo César Coelho determinar que a França jogasse com camisas emprestadas por um clube local, o Kimberley, coisa que já havia ocorrido em várias copas (1930, 1950, 1958...) e que aconteceria pela última vez. Em 1994, nos EUA, os fabricantes de uniformes começariam a dar as cartas.

O Brasil ainda teve que lidar com outros problemas. Rivellino estava velho e cansado. O líder do time, agora, estava no gol: Émerson Leão, tão brilhante quanto irascível. Zico ainda era uma promessa e o melhor atacante brasileiro do momento, Reinaldo, não gozava de boa reputação com os militares. Coutinho o substituía constantemente - Roberto Dinamite, Dirceu, Gil - mas o time não engatava. Empates com Suécia e Espanha e uma vitória magra sobre a Áustria jogaram o Brasil para uma segunda fase com Peru, Argentina e Polônia, três equipes consideradas fortes. Apesar de hesitantes, os canarinhos venceram bem o Peru de Cubillas por 3x0 e a Polônia de Lato por 3x1, além de empatarem sem gols com os argentinos, em um jogo violentíssimo que ficou conhecido como "A Batalha de Rosário". A copa viveria seu momento culminante, contudo, em uma partida que entrou para os anais da infâmia das copas: Argentina x Peru, no dia 21 de junho, também em Rosário. A Argentina mudou o horário do jogo e entrou em campo depois do jogo do Brasil contra a Polônia, sabendo exatamente quantos gols precisaria fazer para superar o Brasil, que tinha cinco de saldo. A Argentina tinha dois. Precisaria fazer 4 gols contra o Peru, que nem de longe era um time fraco. O resultado do jogo, 6x0 para os argentinos, com pelo menos duas entregadas monumentais do goleiro peruano Ramón Quiroga deixou claro ao mundo que os argentinos não economizariam meios para obter seu fim.

Restou ao Brasil a decisão do terceiro lugar, contra a Itália de Paolo Rossi e Dino Zoff. Em um de seus melhores jogos na copa, o Brasil venceu com dois golaços de Nelinho e Dirceu, para voltar ao Rio de Janeiro carregando a faixa de "campeões morais". Já a Argentina, quando finalmente precisou demonstrar toda a sua raça e força, não decepcionou seu público. A Holanda, sem Cruiff mas ainda poderosa, com Rep, Neeskens, Resenbrink e os gêmeos Van de Kerkhof foram um adversário formidável. Mas a albiceleste de César Luiz Menotti, capitaneada por Daniel Passarella, Ubaldo Fillol, Osvaldo Ardiles, Luque e o infernal Mario Kempes (e que ainda contava com um menino, certo Diego Armando no banco...) venceu ao final, na prorrogação, por 3x1, em um Monumental de Nuñes que urrava. A Argentina conquistava assim, em casa, de forma polêmica mas dificilmente questionável, sua primeira Copa do Mundo, conquista que seria ratificada oito anos depois, com juros e correção, nos gramados sagrados do México.

O pacote completo da copa de 1978 fica em R$ 160,00.

Em breve, assim que pudermos voltar às nossas atividades, a última copa que eu vou disponibilizar neste formato de 20 botões e 3 goleiros: 2010, África do Sul.

Fiquem em casa e se cuidem. Abs.

Abaixo, os grupos de 1978.

Grupo 1 





Grupo 2






Grupo 3





Grupo 4