domingo, 13 de julho de 2008

Casaca!!!

"Tenho vinte e seis primaveras. Sou vascaíno há vinte e sete primaveras. Feto também é gente, de acordo com algumas pessoas doidas. Somente nesse caso, concordo com elas. Saí da maternidade num camisetão do glorioso time cruzmaltino, e desde então sei que vivi, no Rio de Janeiro, melhores emoções e vitórias que qualquer outro torcedor da minha idade.
Vi três brasileiros ganhos. Vi uma Libertadores. Vi uma Mercosul. Vi incontáveis estaduais. Vi duas finais de Mundial. Perdi as duas, sim, mas estive lá, torci, chorei, gritei. Estava atrás do gol quando o animal do Edmundo zuniu pra fora. Sentei, chorei, levantei a cabeça e aplaudi meu time. Por que das derrotas é que conhecemos o caráter do torcedor. Ultimamente tava difícil compreender os rumos do meu querido clube. Entender como o coronelismo tirânico do fumador de charutos Cohiba se instaurou e se recusava a sair. Torcia arduamente para que esse pesadelo pudesse terminar. Reconhecer tudo o que o putão gordão fez pelo meu clube nos anos de vitórias é necessário, mas a forma com que conduziu minha paixão me fez rejeitá-lo e vislumbrar o nirvana que era a possa do meu ídolo-mor.
Ontem foi o dia em que Dinamite sentou na tribuna de honra, e fez meu coração palpitar mais forte. O simpático Gigante da Colina está no comando. E eu, seu reles súdito, estou aqui de braços abertos aguardando um recomeço para que a nossa nau possa, mais uma vez, desfrutar de calmos mares. Casaca!!!" (Bruno Freitas, do blog Lembrança Eterna de uma Mente Sem Brilho)

Não poderia ser de outra forma. O primeiro clube a ser homenageado no Escudinhos é o meu clube do coração, o Vasco da Gama. E não só por isso, mas pelo importantíssimo momento que a política do clube vive, com a eleição de um grande ídolo, aquele que até hoje detém o recorde de gols em campeonatos brasileiros, o artilheiro Roberto Dinamite, como primeiro jogador de importância que se torna presidente de um clube no país. E principalmente porque hoje, domingo, é dia de um grande clássico que há muito, é tratado como uma batalha irracional por seus dirigentes e torcedores: Vasco x Flamengo. Hoje, Roberto Dinamite e Márcio Braga, o presidente rubro-negro, sentar-se-ão juntos na tribuna de honra do Maracanã para dar um contundente exemplo do que deve ser a verdadeira rivalidade entre os clubes e torcidas: respeitosa, alegre e cheia de espírito esportivo. Zico, grande ídolo flamenguista e amigo pessoal de Roberto Dinamite, ratifica essa posição nos jornais de hoje, junto ao craque-presidente vascaíno.

Para começar então a série de cartelas em homenagem ao Vasco, a primeira é justamente sobre um inesquecível jogo em que Roberto, ainda jogador, foi o personagem principal. Em sua volta de uma mal sucedida estadia no Barcelona da Espanha, o Maracanã recebeu o ídolo em um jogo pelo Campeonato Brasileiro de 1980 contra o Corinthians Paulista. Nessa partida, sob as vistas de mais de 100 mil pagantes, Roberto fez uma apresentação de gala, marcando os 5 gols da vitória vascaína por 5x2. Um jogo que nenhum vascaíno esquece.


Vasco 5x2 Corinthians 1980 - (PDF) (PNG)

Veja mais em Vasco x Corinthians 1980 - Youtube

Nenhum comentário: