quarta-feira, 23 de junho de 2010

Copa 2010, episódio 15: Ciao, azzurra.

Chega ao fim o penúltimo dia da primeira fase da copa e hoje, a mais contundente vítima foi a seleção da Itália, derrotada - com uma boa ajudinha do juizão inglês - pela Eslováquia por 3x2. De qualquer modo, a azurra fez uma campanha pífia, anos-luz distante de sua tradição e de seus títulos. Por mais nomes cascudos que ainda estivessem naquela equipe, ela nunca foi um time de verdade. A Itália carrega para casa, depois dos escândalos recentes de seu futebol doméstico, mais essa vergonha para digerir. Do lado alegre da força, o Paraguai - mais um sulamericano que termina seu grupo em primeiro - segurou o empate contra os simpáticos neozelandezes, que voltam para a oceania de cabeça erguida. No grupo D, a vitória maiúscula do Japão coloca mais um asiático nas oitavas. A Dinamarca - uma espécie de clone da Suíça, tanto nas cores quanto no que apresentou até agora, volta para casa sem glórias. Agora vejamos como ficaram mais dois jogos das oitavas:


...
Total tranquilidade para os comissários, vai dizer? As quatro seleções jogam de uniformes titulares. Paraguai e Japão ainda repetem a combinação de Paraguai x Itália. Sem sustos.

Agora vamos aos jogos do dia 25/06, último dia da primeira fase. Ufa!

...
Tudo resolvido no grupo G. Brasil e Portugal estão classificados - a não ser, é lógico, que Portugal perca de muito do Brasil e a Costa do Marfim aplique uma goleada histórica pra cima da Coréia do Norte. Não acredito nessa combinação. No mais, Portugal, Brasil e Coréia do Norte jogam com uniformes titulares e a Costa do Marfim vem com o reserva, o mesmo em listras verdes e brancas com que enfrentou o Brasil.


...
Feia está a coisa no grupo H. O Chile tem duas vitórias e se classifica com um empate - ou até com uma derrota, caso a Suíça não vença Honduras. Mas se Espanha e Suíça vencerem seus jogos, por um placar mínimo que seja, os insinuantes chilenos estarão fora da copa. Por outro lado, se a Suíça vencer Honduras, a fúria é obrigada a vencer o Chile, se quiser ter a esperança de fazer um jogo dramático contra Brasil ou Portugal nas oitavas. De mais a mais, o jogo Chile e Espanha apresenta uma das mais aberrantes alterações de uniforme da copa, a da Espanha, que virá de azul-marinho com calções e meias brancas, quando podia vir toda de azul-marinho e o Chile, mesmo mandando o jogo, aproveitando para usar seu uniforme branco reserva. Pior: o Chile vem com o titular alterado, de meias azuis, quando a Espanha sim é que podia vir com as mesmas azuis. Incompreensível. Já a Suíça joga de uniforme 1 contra Honduras que vem com o uniforme 2.

E vamos em frente.