sexta-feira, 11 de junho de 2010

Copa 2010, episódio 2: O empate é um bom resultado.

Fim de papo no primeiro dia da Copa e MarcosVP se lascou em 50% por cento dos palpites. Pior, acertei o mais difícil e compliquei um jogo fácil. Era óbvio que Uruguai e França viriam como vieram. Usarei a Navalha de Occam nas minhas próximas adivinhações e simplificarei, prometo. Mas vamos então à segunda rodada da copa, amanhã, 12 de junho. São três jogos, um dos quais o temido (por medo de atentado) Inglaterra x EUA e o outro, a estréia dos hermanos, pelos quais eu torcerei furiosamente para que cheguem até a final contra os dungaboys e aí então, que vença o melhor que eu nem quero saber. Ter ido à Argentina este ano me fez muito mal. Voltei de lá tão apaixonado pelo país, pela cultura e pelo futebol de nossos vizinhos meridionais que é difícil ter simpatia por esta seleção insossa que nos representa e cuja vitória, imagino eu, trará mais malefícios que benefícios ao nosso futebol, no final das contas. Mas tergiverso. Vamos aos palpites para os três jogos de amanhã.

Coréia do Sul e Grécia parece um jogo fácil de prever. Mas não sei não... O uniforme titular coreano foi apresentado com incomuns calções brancos. A Coréia normalmente atuava com eles vermelhos ou azuis. Já o uniforme número 1 da Grécia é todo branco. Então, vejamos... se a Coréia vier de calções azuis, será um mandante que adaptou o uniforme enquanto o visitante usou o seu tradicional titular. Acontece? às vezes. Sinceramente? Acredito que a Coréia vai vir como foi apresentada pela Nike e lasque-se a Grécia. É meu palpite.


Argentina e Nigéria vão se enfrentar pela terceira vez num mundial. Em 1994 os hermanos venceram por 2x1 e usaram seu tradicional uniforme (celeste e branco/preto/branco) contra os africanos que jogaram de verde da cabeça aos pés. Em 2002, os argentinos venceram novamente - 1x0 - mas a combinação de uniformes foi bem diferente. A Nigéria usava um uniforme verde clarinho, o que obrigou os argentinos a atuarem de azul-marinho. Com a volta dos nigerianos a um verde mais esmeraldinho, eu aposto que os argentinos virão tradicionalmente trajados. A dúvida fica para as meias. Na apresentação da Adidas, as meias titulares foram pretas, ao contrário das tradicionais brancas. Como a Adidas andou mudando uns padrões para essa copa, como no caso do uniforme espanhol, que perdeu as meias azuis e ganhou inéditas vermelhas, vamos ver o que vai vir.

Inglaterra e Estados Unidos vai ser um jogão e é uma aposta bem fácil. Pule de dez como os ingleses virão todos de branco, como tem preferido jogar ultimamente com este belíssimo uniforme da Umbro - um dos três mais bonitos do mundial, na minha opinião, e os americanos virão naturalmente com seu segundo uniforme em azul marinho. É uma combinação contrária à que foi usada no legendário jogo de 1950, quando os EUA se tornaram a maior zebra da história das copas. Naquele dia, os americanos jogaram com camisas brancas com faixas vermelhas (como o Peru ou o River Plate) e os ingleses com camisas vermelhas. Deu no que deu. Para este jogo de amanhã, há uma ínfima chance dos ingleses virem de calções azuis, obrigando os americanos a usarem calções brancos. Mais fácil o Sargento Garcia prender o Zorro.

Vamos nessa. Amanhã, ao final da rodada, a gente se vê.

5 comentários:

Melo disse...

Meus palpites: Argentina x Nigéria - argentinos com uniforme tradicional e meias brancas, nigerianos tudo verde.

Inglaterra x EUA - ingleses todos de branco, americanos inteiro azul marinho.

Coréia x Grécia - coreanos com camisas e meias vermelhas e calções brancos, gregos uniforme todo azul.

Pelos jogos de hoje, ao que parece a Fifa está adotando como critério o "mando de campo". A conferir.

Mário disse...

50% já é bacana Marcos!
Eu também já fui à Argentina e também desenvolvi uma paixão pelo país, pela cultura, pela culinária, pelos vinhos...inevitável gostar do futebol dos "hermanos" também!

Felipe disse...

É Coréia du Sul, a Coréia´do Norte é do Grupo G do Brasil

MarcosVP disse...

Já errei dois palpites hoje. Mas A Inglaterra e EUA é certo.

Rafael Netto disse...

O Melo acertou tudo!!!!